A importância da flexibilização do monopólio estatal do petróleo

24 de Out de 2013

Artigo: A importância da flexibilização do monopólio estatal do petróleo

Na década de 90, quando ocorreu a flexibilização do monopólio do petróleo, a Petrobras deixou de ser a única empresa a explorar petróleo no Brasil. Foi adotado o modelo de concessão, onde o concessionário assume todo o custo e risco de exploração e produção, por ser dono do petróleo produzido. Também foram instituídos os dois novos agentes que atuariam no setor: o Conselho Nacional de Política Energética – CNPE, órgão incumbido de propor políticas nacionais e medidas específicas para o setor; e a Agência Nacional de Petróleo – ANP, que define as diretrizes para a participação do setor privado na pesquisa, exploração, refino, exportação e importação de petróleo e derivados.
Com a realização do leilão do Campo de Libra, o Brasil inaugura um novo regime de licitação para exploração do petróleo: o sistema de partilha. Neste modelo, a União participa diretamente das decisões de cada projeto de exploração e produção e é dona do petróleo e do gás produzidos. Como dono, o Estado podecontrolar o ritmo de produção, a venda para o exterior e fazer política industrial.
Na partilha, o Estado recebe royalties, impostos e bônus de assinatura (R$ 15 bilhões), além do petróleo extraído das reservas. No caso de Libra, a União ficará com um mínimo de 41,65% do chamado "lucro-óleo" - o petróleo produzido depois de descontados os custos de produção. No novo modelo, as empresas estrangeiras atuam na prática, basicamente como financiadoras dos projetos.
A Petrobras tem assegurada uma participação mínima de 30%, mas pode entrar em licitações e ampliar esse percentual. Ela vai operar todos os blocos no novo sistema porque, com 60 anos de experiência, foi a responsável pela descoberta do petróleo na camada pré-sal no Brasil. É a maior operadora em águas profundas do mundo, com a maior frota de sistemas flutuantes de produção. Além de deter informações fundamentais sobre as bacias sedimentares brasileiras.
Claro que o país teve benefícios com a flexibilização do monopólio e o sistema de concessão. Inclusive, as reservas de petróleo do país dobraram em 15 anos. Mas, acho importante considerarmos o fato de que quando a atual legislação que regula o setor de petróleo foi criada, em 1997, o país vivia num contexto de instabilidade econômica e o preço do petróleo estava em baixa(US $ 19 o barril). Além disso, os blocos exploratórios tinham alto risco, perspectiva de baixa rentabilidadee o Brasil era grande importador de petróleo. O marco regulatório que adotou o sistema de concessão foi criado, na época, para possibilitar retorno aos que assumiriam esse alto risco.
Hoje, o contexto é outro. O Brasil alcançou estabilidade econômica, foi atingida a autossuficiência, os preços de petróleo estão bem mais elevados e as descobertas no pré-sal, uma das maiores províncias petrolíferas do mundo, poderão dobrar o volume de reservas brasileiras.
Uma diferença básica entre o regime de concessões e o de partilha é que, no primeiro, as petrolíferas são donas do petróleo produzido, enquanto que no segundo o petróleo é da União. Com o regime de partilha, o governo terá maior controle da exploração dessa riqueza e poderá reverter os recursos obtidos de forma mais justa para a sociedade brasileira. As vantagens no sistema de partilha não são apenas econômicas, são também estratégicas. 
Os fornecedores brasileiros também serão beneficiados. A partilha oferece grandes oportunidades de crescimento, porque amplia a base de projetos da Petrobras. Como operadora, a empresa dá preferência aos fornecedores nacionais de bens e serviços, superando em muito o conteúdo local exigido pelos atuais contratos de concessão.
Acredito que nós, brasileiros, precisamos entender melhor o atual momento que o país e que o mundo vivem. Não podemos ignorar que cerca de 80% das reservas mundiais estão em países que adotam o modelo de partilha ou sistemas mistos. Acredito que a partilha é o sistema mais adequado para o maior aproveitamento das riquezas do pré-sal, porque reflete as peculiaridades nacionais do setor e a perspectiva de aumento de reservas e produção. 



Darcles Andrade

*Darcles Andrade, Administrador de Empresas, com extensão em Responsabilidade Social


 

Compartilhar

ARTIGOS

ITAPEBI: UMA CIDADE SEM RUMO E ABANDONADA PELO PODER LEGISLATIVO...

Esta terra é generosa seus frutos são de ouro como se isso fosse pouco o seu povo é um tesouro.

16 de Nov de 2014

ITAPEBI: UM MUNICÍPIO JOGADO AS TRAÇAS NO “RICO” EXTREMO SUL BAIANO

Situação do prefeito de Itapebi Francisco Brito (PSC), cada dia que passa fica mais complicada.

29 de Ago de 2014

Coitados de nós!

É bom repetir que se fosse possível, seria bom deletar este 8 de julho de 2014 do calendário, porque somente assim deixaria de lembrar esta vergonha que foi a nossa...

08 de Jul de 2014

Salve Neymar!

Neymar foi o grande destaque, assumiu o jogo, fez dois gols, foi o melhor em campo eleito pela própria FIFA.

26 de Jun de 2014

PETROBRAS E AVES DE RAPINA, POR EMILIANO JOSÉ

Aves de rapina. No passado, usávamos muito esse termo para designar aqueles atores políticos voltados à luta contra os interesses nacionais. (Artigo Emiliano José)

05 de Mai de 2014

Pasadena: mitos e verdades

Eu era presidente da empresa. Não posso fugir da minha responsabilidade, do mesmo jeito que a presidente Dilma não pode fugir da responsabilidade dela, que era...

20 de Abr de 2014

Desconhecimento popular sobre água é problema a ser enfrentado, diz...

O Relatório de Desenvolvimento Mundial da Água 2014 , de autoria da ONU-Água, prevê que, em 2030, a população global necessitará de 35% a mais de alimento, 40% a mais de...

23 de Mar de 2014

CARTA ABERTA A LETÍCIA SPILLER (artigo colhido na VEJA)

Coluna Rodrigo Constantino Análises de um liberal sem medo da polêmica

13 de Mar de 2014

As mazelas do sistema educacional brasileiro

Políticos, educadores, professores, pesquisadores e alunos têm falado muito sobre a qualidade da aprendizagem nas escolas e faculdades do país. Muitos pais estão...

08 de Fev de 2014

SEJA UM IDIOTA

A idiotice é vital para a felicidade. Feliz Ano Novo!

02 de Jan de 2014

FALE CONOSCO

WhatsApp: (73) 8171-4770 Tel:(73) 8879-9975

Sem enquetes cadastradas

VÍDEOS

CANÔA SUISSA II
POSTADO: 09-12-2013 12:12

NOTAS SOCIAIS

  • ANIVERSARIANDO

    Zó, Hoje é um dia especial para você, hoje você comemora mais um ano de vida, mais um ano de existência e de experiências. Hoje, as luzes do céu e as bênçãos do Senhor recaem sobre você. Dia de reafirmar a sua missão, a sua fé e o seu compromisso com a vida e com o bem. Aniversaria nesta quarta-feira (17), o médico Josafat Nadier Rigaud. Zó, como carinhosamente é tratado por seus amigos e familiares é Itapebiense, reside em...


    Ver todas as notas
  • 1
  • 2
  • 3
  • 4
  • 5