Campeão! Fluminense vence LDU em jogo com final dramático e conquista Recopa

Esportes
01 de Março de 2024 08h03

Jhon Arias fez os dois gols da partida; Tricolor teve expulsão e pênalti a favor nos minutos finais do jogo

Twitter: @arnaldofenix

Imagem: Reprodução

O Fluminense é campeão da Recopa Sul-Americana! O Tricolor venceu a LDU por 2 a 0 nesta quinta-feira (29) pela partida de volta da competição. No Maracanã, Jhon Arias fez os dois gols que garantiram o título para o Flu.

A LDU venceu o jogo de ida por 1 a 0, então jogava por um empate. Já o Fluminense precisava vencer por dois gols de diferença para levantar a taça. Os gols só saíram no segundo tempo e com emoção. Jhon Arias abriu o placar aos 30 minutos, mas o Tricolor teve pouco tempo para comemorar, porque três minutos depois John Kennedy recebeu vermelho direto por um pisão em Zambrano.

Mesmo com um a menos, o Fluminense continuava criando chances. Aos 41 minutos, Renato Augusto foi derrubado na área por Valverde e o juiz marcou pênalti. Jhon Arias cobrou no ângulo para garantir o título Tricolor.

Segundo troféu continental

O título desta quinta-feira (29) garantiu a segunda taça continental para a equipe de Fernando Diniz. A LDU, com o revés, parou em quatro conquistas. Depois de vencer duas vezes o Flu no Maior do Mundo, o fantasma foi jogado para longe.

Fluminense morno e sem profundidade

Mais uma vez, a equipe comandada por Fernando Diniz teve um início abaixo da expectativa. Mesmo com o Maracanã ao seu favor e jogando ao nível do mar, o Tricolor deixou a LDU aclamar o jogo e pouco assustou na primeira metade da partida.

Foram raras as chegadas com perigo. Os equatorianos, como esperado, abusaram da cera e da convivência da arbitragem. A última escolha na hora de concluir em gol do Flu estava sempre equivocada.

Cano acertou um bom chute cruzado, que levou perigo para o goleiro Domínguez. O experiente time do Equador soube cozinhar o primeiro tempo e complicar a vida do Fluminense.

Tricolor pilhado

Com a falta do resultado, o que se viu foi um Fluminense extremamente pilhado e nervoso. Os jogadores a cada marcação do árbitro reclamavam acintosamente. O técnico Fernando Diniz invadiu o campo ao apito final do primeiro tempo para reclamar dos apenas dois minutos de acréscimos.

As comissões técnicas se estranharam e desceram para o vestiário se ofendendo. Os ânimos estavam muito exaltados ao final da primeira etapa.

O iluminado Jhon Arias

Vendo o time inoperante, Fernando Diniz voltou a alteração e com o nome mais ovacionado pelos tricolores para o segundo tempo: John Kennedy. Herói da Copa Libertadores, o camisa 9 entrou para tentar repetir o feito. Nos primeiros dez minutos, ele já levou perigo.

Porém, quem tirou o grito entalado na garganta tricolor foi Jhon Arias. Um dos principais nomes da conquista da Copa Libertadores, o camisa 21, de cabeça, completou com extrema categoria um cruzamento perfeito de Samuel Xavier. Quando o duelo parecia que se encaminhava para mais uma conquista dos equatorianos, o camisa 21 explodiu o Maracanã.

Quando tudo parecia perdido, após a expulsão de John Kennedy, Renato Augusto sofreu pênalti. E Jhon Arias, não podia ser diferente, chamou a responsabilidade e cobrou com perfeição. A Recopa Sul-Americana é do Fluminense.

Um barril de pólvora chamado John Kennedy

Não tem como explicar o que se passa na cabeça de John Kennedy. Ele jogou pouco mais de 30 minutos. Exatos dois minutos após Arias incendiar o Maracanã, em um lance totalmente infantil, pisou forte em Zambrano. O árbitro não hesitou e expulsou o camisa 9.

Assim como na final da Copa Libertadores, ele que retornava de suspensão, mais uma vez recebeu o cartão vermelho. Apesar de muita reclamação e conferência no VAR, o cartão foi confirmado e o Flu ficou com um a menos em seu melhor momento.

Grana no bolso

Com a conquista da Recopa Sul-Americana, o Fluminense ficou com 1,8 milhão de dólares (R$8,91 milhões na cotação). Enquanto a LDU, vice-campeã, levou para casa 900 mil dólares (cerca de R$ 4,46 milhões).

Clássico pela frente

Classificado para a fase final do Campeonato Carioca, o Fluminense encerra a participação na primeira fase diante do Botafogo, no domingo (3), no Maracanã, às 16h (de Brasília). O Tricolor quer a vitória para se manter, pelo menos, na vice-liderança.

Já a LDU fará o seu primeiro jogo pelo Campeonato Equatoriano diante do Macará, no Estádio Casa Blanca, na segunda-feira (4), às 21h (de Brasília).

Fluminense 2×0 LDU-EQU

Fluminense

Fábio; Samuel Xavier (Guga), Thiago Santos, Felipe Melo (John Kennedy) e Diogo Barbosa (Marcelo); André, Martinelli e Paulo Henrique Ganso (Renato Augusto); Arias, Keno (Douglas Costa) e Cano. Técnico: Fernando Diniz.

LDU-EQU

Alexander Domínguez; Quintero, Adé, Mina e Quiñónez; Pioivi, Zambrano (Estrada), González (Azulgaray), Valverde (Villamil) e Estupiñan (Julio); Jan Hurtado (Alex Arce). Técnico: Adrián Gabbarini.

Gols: Arias (aos 31min do segundo tempo e aos 44min do segundo tempo) para o Fluminense
Cartão amarelo: Quintero (LDU)
Cartão vermelho: John Kennedy, aos 33 minutos do segundo tempo, Samuel Xavier e Diogo Barbosa, aos 47 do segundo tempo, do Fluminense
Motivo: Segundo jogo da final da Recopa Sul-Americana
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Renda e público: 56.050 pagantes
Data e hora: 29 de fevereiro de 2024, às 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Facundo Tello (ARG)
Assistentes: Ezequiel Brailovsky (ARG) e Gabriel Chade (ARG)
Arbitro de vídeo: Mauro Vigiliano (ARG)

 

ItapebiAcontece - As informações são da CNN Esportes

Compartilhe por:

Envie um comentário:

*Nota: O depoimento e comentário aqui postados são de inteira responsabilidade dos emitentes. Cabendo ainda os responsáveis pelo Site Itapebiacontece moderar as postagens.*

Comentários

29 de Maio de 2024 07h05

283 oficiais da Polícia Militar são promovidos pelo governo

Ato faz parte do fluxo de carreira do policial militar, inserido na política estadual de valorização do servidor público e no Plano Estratégico da PMBA 2017-2025

29 de Maio de 2024 07h05

Governo Federal autoriza compra de até 300 mil toneladas de arroz beneficiado importado

Medida é para o enfrentamento das consequências sociais e econômicas decorrentes de eventos climáticos extremos no Rio Grande do Sul. O produto será vendido ao consumidor pelo preço tabelado de R$ 4 por quilo

28 de Maio de 2024 11h05

Área desmatada no Brasil em 2023 cai 11,6%, indica MapBiomas

Cerrado ultrapassou Amazônia; e 97% da supressão foi para agropecuária